Qual a diferença entre amor romântico e amor genuíno ?

Tempo de leitura: 3 minutos

“O apego diz: eu te amo, por isso eu quero que você me faça feliz. E o amor genuíno diz: eu te amo, por isso quero que você seja feliz. Se isso me incluir, ótimo! Se não me incluir, eu só quero a sua felicidade.”

“Sabe, o apego é como segurar com bastante força. Mas o amor genuíno é como segurar com muita gentileza, nutrindo, mas deixando que as coisas fluam. Não é ficar preso com força. Porém é muito difícil para as pessoas entenderem isso, porque elas pensam que quanto mais elas se agarram a alguém, mais isso demonstra que elas se importam com o outro.”

“Qualquer tipo de relacionamento no qual imaginamos que poderemos ser preenchidos pelo outro será certamente muito complicado.”

“Quanto mais agarrarmos o outro com força, mais nós sofreremos.”

—Jetsunma Tenzin Palmo

Se você é presa ao ciúme, acredita que controlando seu parceiro é sinal de demonstração de afeto, é extremamente carente e fica ligando, cobrando a presença de seu parceiro a maior parte do dia, não o deixa respirar, saiba que isso só causa desentendimento e desgastes na relação e faz com que cada vez mais seu parceiro se afaste de você e sabe porque??

Simplesmente porque infelizmente você minha amiga ainda não descobriu o que é amar de verdade, o amor genuíno, verdadeiro, o amor da alma, o amor desapegado do Ego, aquele que faz sim nosso coração bater mais forte, traz aquele friozinho na barriga, mas acima de tudo é aquele amor livre de apego, da qual o amar não é um jogo de interesse, um jogo de egos satisfeitos, mas sim duas almas afins que se encontram e decidem simplesmente viver aquele amor na simplicidade e livre de qualquer “obrigação” social.

Um amor onde as pessoas envolvidas se sintam a vontade de dizer que não estão com vontade de ir na casa de sua mãe por exemplo sem causar estranheza, ou que se disser que quer ir dar uma volta com os amigos, tudo bem, sem ficar se remoendo achando que ele ou ela o está traindo, sem ficar controlando nem cobrando, simplesmente deixando a pessoa livre, pois ela não pertence a você, não é seu objeto.

Você pode estar lendo isso agora e pensando ahhhh ela é louca, ou então, só está dizendo essas palavras bonitinhas porque está escrevendo, porque na prática ela deve fazer exatamente o inverso….. E te digo, por muitos anos o fiz mesmo e sofri, sofri demais como a maioria das mulheres sofrem e o que ganhei com isso??

Vários finais terríveis de relacionamentos e um fim de casamento que acreditei que seria pra sempre, mas através do coaching (porque antes de ser uma profissional em coaching, eu participei de um processo de coaching) transformei minha vida, meu modo de pensar e agir e hoje consigo enxergar a vida de uma outra maneira e se eu consegui fazer esta transformação você também consegue, basta estar disposta a sair desse circulo vicioso, mudar seus pensamentos e atitudes e através desses esforços você verá acontecer algo extraordinário, realmente grandioso….

Gratidão.

4 Comentários

  1. Dalva

    Olá. Estou gostando muito de ler os e-mail. Pois me separei a dois anos e ainda sofro com essa separação. Apesar q foi eu quem saiu de casa deixando para traz td oq tinha. Vim embora para Santa Catarina Florianópolis.
    Mas hj me sinto muito sozinha. Trab. E estudo mas a vontade de voltar para São Paulo ta muito forte.
    Meu marido não quer eu de volta. Espeto q vcs possa me ajudar.

    Responder
    1. Castro Renata

      Olá Dalva tudo bem?
      Fico muito feliz que esteja gostando do site e dos e-mails é isso que me motiva a seguir em frente e dar o melhor conteúdo para de alguma forma ajudar nesta fase de dor que sei tão bem como é porque também passei por isso….
      A vida é feita de escolhas e é no momento de decisão que seu destino é traçado, acredito que nada é por acaso e que todas as escolhas tem um propósito.
      Gostaria de conhecer mais sua história, e saiba que posso te ajudar a superar essa fase, basta você estar comprometida em transformar sua maneira de pensar e agir, se tornar a sua melhor versão.
      Se isto fez sentido pra você, por favor peço que se inscreva e marque uma sessão gratuita para que você conheça meu trabalho e veja se você se identifica com a metodologia para transformarmos esse momento de dor em superação, transformação e conquistas….Topa?
      Te espero!!!

      Responder
  2. Ana Paula Alves do Prado

    O amor pra mim é compreensao, é carinho sem cobranças, é reciprocidade!!!! Mas infelizmente nao consigo exercer o que penso. Estou me relacionando totalmente ao contrario do que penso, por varios fatores que aconteceram em minha vida, isso me deixou um pouco desconexa de tudo o que sempre fiz. E me sinto pessima de pensar que ja fui muito mais do que sou agora.

    Responder
    1. Renata Castro

      Olá Ana Paula, tudo bem?

      Que lindo o que você escreveu é exatamente assim que compartilho do amor…. Se este relacionamento está indo ao contrário do que acredita, o que te faz permanecer nele?
      Você acredita que se anular e perder sua essência é o caminho? Pense nisso!!!
      Um beijo carinhoso!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *